Imprimir
 

Expectativa de lojistas alcancar em volume financeiro de vendas patameres semelhantes ao do ano passado

Os comerciantes de Sapiranga acreditam que as vendas no período de volta às aulas ajudem a amenizar os efeitos da crise. Com a previsão de retorno das aulas para o fim do mês de fevereiro, o movimento durante janeiro ainda está baixo, conforme aponta o sócio-gerente da Clip Na Graça, Felipe Weber. O estabelecimento é associado da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) Sapiranga.

- Nos preparamos para alcançar algum crescimento, mas sabemos que ainda estamos em um momento de crise e as pessoas continuam cautelosas ao escolher onde investir seu dinheiro. Nossa previsão é alcançar o mesmo volume financeiro de vendas do ano passado, mas muito mais devido ao ajuste de preço - comenta Weber.

Embora o momento ainda seja de reserva por parte dos consumidores, muitos estão mais preocupados em qualidade do que preço, de acordo com o comerciante. A faixa de valores segue intermediária na busca por cadernos de uma matéria só e lápis de cor e kits de produtos de marcas reconhecidas no mercado.

Outro fenômeno observado é a redução da procura por fichários. Weber informa que este fato já vem ocorrendo há alguns anos e deve-se ao fato de que o produto representa mais volume.


Autor: Francine Malessa
Fonte: Play Press

Imprimir